Política

Partidos reagem ao anúncio de greve de fome de Paulo Estêvão


 

AO Online   Regional   15 de Out de 2009, 13:00

A Açores TSF procurou saber a reacção dos outros partidos ao anúncio do deputado regional do PPM nos Açores, Paulo Estêvão, que  iniciou esta quinta-feira uma greve de fome para exigir a abertura de uma delegação da Assembleia Regional no Corvo.
António Soares Marinho do PSD afirmou que compreende razões que levaram Paulo Estêvão a esta tomada de posição mas considera esta acção excessiva.

Aníbal Pires da CDU considera que Paulo Estêvão se precipitou e adianta ainda que a Assembleia Legislativa Regional devia ter autonomia para gerir o seu património.

Zuraída Soares do Bloco de Esquerda lamenta que ao fim de um ano ainda não haja uma delegação da Assembleia Regional no Corvo e considera que a atitude de paulo estêvão revela desespero.

Catarina Furtado do PS preferiu não comentar essa situação mas afirmou entender que a situação já devia estar regularizada.

Artur Lima do CDS-PP considerouou um pouco radical a tomada de posição de do deputado do PPM.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.