Açoriano Oriental
Partido com sede na Madeira JPP estende a sua atividade aos Açores

O partido JPP - Juntos Pelo Povo, com sede no Funchal, na Madeira, vai dispor de uma estrutura regional nos Açores, que pretende concorrer às eleições legislativas açorianas em 2024, disse Roberto Pires, da comissão instaladora.

Partido com sede na Madeira JPP estende a sua atividade aos Açores

Autor: Lusa

Em declarações à agência Lusa, Roberto Pires refere que se pretende nesta fase inicial criar uma comissão política regional e privilegiar as ilhas de São Miguel, Terceira, Pico e Faial, onde já têm simpatizantes.

Roberto Pires é assessor do deputado independente na Assembleia Legislativa Regional dos Açores Carlos Furtado, que foi líder do Chega na região, mas abandonou o partido após divergências a nível nacional e regional.

O responsável pela comissão instaladora do JPP nos Açores refere que a estrutura regional “pretende caminhar devagar, com passos seguros”, quando confrontado com a criação de comissões políticas de ilha.

Roberto Pires afirma que este “é um processo que decorre há algum tempo, reunindo um grupo de cidadãos de várias ilhas”, com base no pressuposto de que “há espaço político nos Açores para um partido de cidadania e apartidário”.

“Os 24 anos do PS/Açores deu no que deu e estes três anos de Governo Regional de direita está à vista de todos”, afirma aquele elemento.

De acordo uma nota de imprensa do JPP, os resultados alcançados na Madeira, onde foi a terceira lista mais votada nas eleições regionais de setembro, “são o reconhecimento do bom trabalho parlamentar do partido, que desde o início da sua presença no parlamento madeirense sempre norteou a sua atividade parlamentar na defesa do povo madeirense e nos valores autonómicos”.

A coordenação dos trabalhos a nível regional será partilhada inicialmente por Roberto Pires (JPP/Terceira) e João Martins (JPP/São Miguel), que recentemente reuniram na ilha da Madeira, com a estrutura nacional do partido.

Nas legislativas regionais da Madeira de 24 de setembro, a coligação PSD/CDS-PP elegeu 23 deputados, o PS 11, o JPP cinco e o Chega quatro, enquanto a CDU (PCP/PEV), o BE, o PAN e a IL elegeram um deputado cada.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados