Açoriano Oriental
Covid-19
Parlamento dos Açores adia plenário de março por causa da pandemia

A Assembleia Legislativa dos Açores não vai realizar o plenário de março, agendado para a próxima semana, como medida de precaução face à pandemia da Covid-19, anunciou esta sexta feira a presidente do parlamento, Ana Luís, em comunicado.

article.title

Foto: AO / Eduardo Resendes
Autor: AO Online/ Lusa

"Como medida de precaução e de prevenção e, cumprindo as orientações da Organização Mundial de Saúde e, ainda, considerando o estado de alerta decretado pelo Governo Regional dos Açores, no âmbito da atuação regional face à pandemia do coronavírus Covid-19, a presidente da Assembleia Legislativa dos Açores, vem por este meio comunicar que, ouvida a conferência de líderes, o período legislativo de março será adiado para data a informar oportunamente", refere o mesmo comunicado.

Ana Luís adiantou também que "todas as comissões permanentes, eventuais e grupos de trabalho" internos vão continuar a funcionar de "forma normal", recorrendo para o efeito a reuniões "exclusivamente efetuadas por videoconferência".

Segundo explicou, a conferência de líderes parlamentares decidiu também, no âmbito do plano de contingência da Assembleia Regional, aprovado em 04 de março e disponível no site oficial, ativar, simultaneamente, outras medidas adicionais de prevenção.

"Nomeadamente, o adiamento de todos os eventos promovidos pela Assembleia, a suspensão de visitas a todas as instalações da Assembleia e a não autorização de qualquer deslocação das comissões permanentes ou eventuais para reuniões de trabalho fora da região", adianta o comunicado do órgão máximo da autonomia regional.

O Governo dos Açores ativou hoje o plano de contingência face aos riscos de contaminação de casos do novo coronavírus no arquipélago, embora não tenha sido ainda registado nenhum caso confirmado de Covid-19 na região.

Nesse sentido, o presidente do Governo dos Açores pediu o "reforço efetivo da fiscalização" no continente dos passageiros que embarcam para o arquipélago.

A elevação para o estado de contingência é feito nos termos do regime jurídico do sistema de Proteção Civil dos Açores e este estado ficará vigente até 31 de março, "não sendo de excluir" a sua prorrogação ou passagem "à fase seguinte prevista nesse documento", referiu Vasco Cordeiro em conferência de imprensa, em Ponta Delgada.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.000 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde (OMS) a declarar a doença como pandemia.

O número de infetados ultrapassou as 134 mil pessoas, com casos registados em mais de 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 112 casos confirmados.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou hoje o número de infetados e registou o maior aumento num dia (34), ao passar de 78 para 112, dos quais 107 estão internados.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.