Caxemira

Paquistão critica recurso à violência pelas forças indianas


 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Set de 2010, 18:04

O governo paquistanês criticou esta terça-feira o “uso flagrante da violência” pelas forças policiais indianas contra manifestantes muçulmanos na região de Caxemira, que levou à morte de 18 pessoas nas últimas 48 horas.
“Condenamos o uso flagrante da violência por parte das forças de segurança indianas contra o povo do Caxemira”, lê-se num comunicado do ministro dos Negócios Estrangeiros paquistanês, Shah Mehmud Qureshi.

No texto, o ministro manifesta o apoio paquistanês ao “direito à autodeterminação” do povo de Caxemira e insta a Índia a “demonstrar contenção” e a procurar uma solução para aquele território no âmbito das resoluções da ONU.

Várias manifestações realizadas na segunda-feira no vale muçulmano do estado indiano de Caxemira terminaram em confrontos com a polícia, dos quais resultaram 18 mortos e mais de 70 feridos, segundo uma fonte oficial citada pela agência indiana PTI.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.