Papa apela a noivos para não "queimarem etapas" no amor


 

Lusa / AO online   Internacional   11 de Set de 2011, 18:48

O papa Bento XVI aconselhou hoje os futuros casais a não “queimarem etapas” no seu amor, durante um encontro na cidade italiana de Ancona com cerca de 500 casais de “jovens noivos”.

“Queimar etapas acaba por queimar o amor, que, ao contrário, tem necessidade de respeitar o tempo e a evolução dos sentimentos”, realçou Joseph Ratzinger.

“A fidelidade e a continuidade do vosso amor tornam-vos capazes também de estarem abertos à vida, de serem pais”, referiu, citado pelas agências internacionais.

“Esta época não é fácil, sobretudo para os jovens”, reconheceu o sumo pontífice, concretizando com "a dificuldade em arranjar um trabalho estável”, o que lança “um véu de incerteza sobre o futuro”, o que “contribui para adiar o compromisso sobre decisões definitivas”.

Depois do encontro com os noivos, o papa dirigiu-se a casais e padres na catedral de Ancona, dizendo que “a família é uma riqueza para os esposos, um bem insubstituível para as crianças, a base indispensável para a sociedade, a comunidade vital para o caminho da igreja”.

Aos sacerdotes em particular, Bento XVI pediu-lhes que sigam “o estilo de vida de Jesus, com dedicação total e exclusiva, da qual o celibato é a expressão”.

Apelando aos padres para que cuidem dos casais e das suas famílias, o Papa realçou, igualmente, que aqueles que se divorciaram, ou seja, "que, desgraçadamente, ficaram para trás” no cumprimento do vínculo matrimonial, devem ser também acolhidos pela igreja.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.