Açoriano Oriental
Açores/Eleições
PAN quer igualdade na defesa de todos os setores de produção

O cabeça de lista por São Miguel pelo PAN/Açores, Pedro Neves, considerou que a defesa da agricultura deve ser igual em todos os setores de produção, "não olhando só para a fileira do leite e da carne".

PAN quer igualdade na defesa de todos os setores de produção

Autor: Lusa/AO Online

"O Governo Regional que existir no dia 26 outubro que olhe para a agricultura dos Açores. Não podemos só olhar para a fileira do leite e da carne e chorar à União Europeia porque é que não temos o mesmo valor do POSEI que tínhamos antes. A União Europeia está a mudar completamente. Eles querem uma agricultura que faça mitigação das alterações climáticas e toda a agricultura convencional que se use agroquímicos não vai ser apoiado em termos do pacto ambiental", afirmou Pedro Neves, porta-voz do PAN/Açores.

O candidato pelo PAN/Açores, partido Pessoas-Animais-Natureza, esteve hoje a visitar a Terra Verde - Associação de Produtores Agrícolas do Açores, na Ribeira Grande, ilha de São Miguel, tendo destacado o papel daquela organização em querer "reforçar" a sua ação, apesar de "não ter" tantos associados como congéneres da fileira do leite e da carne.

"Não quer dizer que tenham menos força, porque temos mais produto que conseguimos escoar em termos desta associação com todos os associados", frisou o candidato, criticando a opção de se "olhar mais uma vez para uma monocultura", mas "esquecendo completamente todo o espetro da agricultura que precisa de apoio", como as produções locais.

Em declarações aos jornalistas, Pedro Neves frisou que o partido quer "mostrar e dizer aos Açores que podem ter mais", ou seja, "ter mais economia" em defesa dos "agricultores mesmo reais que produzem na terra".

"Temos de ter um valor acrescentado e com um valor acrescentado só com agricultura biológica e só com hortícolas, frutícolas, silvicultura, vitivinicultura. Temos tanto produto que podemos produzir e consumir aqui nos Açores", sustentou.

O candidato disse que o Governo Regional que sair das eleições regionais de 25 de outubro "tem de mudar completamente a forma de governar".

"Temos de olhar para os agricultores e temos que olhar também para o consumo que precisamos nos Açores, tanto em termos de agricultura, economia, como também em termos de saúde e dos nossos hábitos alimentares", vincou Pedro Neves.

O PAN/Açores concorre pelos círculos eleitorais de São Miguel, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Flores e compensação, nas próximas eleições regionais de 25 de outubro.

As próximas eleições para o parlamento açoriano decorrem em 25 de outubro.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.

Nas eleições regionais açorianas existem nove círculos eleitorais, um por cada ilha, mais um círculo regional de compensação que reúne os votos que não foram aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.

O PS governa a região há 24 anos, tendo sido antecedido pelo PSD, que liderou o executivo regional entre 1976 e 1996.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.