Taça UEFA

Paços de Ferreira fora da UEFA apesar do empate

Paços de Ferreira fora da UEFA apesar do empate

 

Lusa/AO   Futebol   4 de Out de 2007, 21:53

O estreante Paços de Ferreira foi afastado da fase de grupos da Taça UEFA em futebol, apesar de ter empatado 0-0 no reduto dos holandeses do AZ Alkmaar, em encontro da segunda “mão” da primeira eliminatória
O Paços de Ferreira despediu-se hoje da sua primeira participação na Taça UEFA em futebol, apesar de ter alcançado um empate (0-0) no reduto dos holandeses do AZ Alkmaar, na segunda mão da primeira eliminatória da prova.
No somatório das duas mãos, os holandeses venceram por 1-0, fruto do golo marcado por Pocognoli, aos 89 minutos do jogo da primeira mão, disputado no estádio do Bessa.
O Paços de Ferreira tinha, na Holanda, a missão árdua de dar a volta ao resultado negativo da primeira mão e entrou no jogo disposto a isso, apesar de não ter os argumentos do adversário.
O AZ Alkmaar jogou sempre num ritmo lento, mas, mesmo assim, conseguiu assustar mais o guarda-redes Peçanha do que as vezes que o Paços de Ferreira criou perigo na baliza contrária.
Aos 10 minutos, o avançado Ari isolou-se, depois de um ressalto, e rematou para defesa de Peçanha, no primeiro lance de perigo do encontro.
José Mota introduziu Renato Queirós na frente de ataque, como novidade nos titulares, mas o avançado nunca conseguiu furar a defensiva holandesa.
O Paços de Ferreira ressentiu-se da falta de experiência em jogos europeus e foi sufocado pelo AZ nos últimos minutos da primeira parte.
Aos 38 minutos, numa boa jogada de entendimento, Ari voltou a surgir isolado e rematou muito perto do poste da baliza de Peçanha.
A um minuto do fim da etapa inicial, Edson, numa jogada individual, tentou sacudir a pressão e rematou para boa defesa de Waterman, no último lance de perigo da primeira parte.
Na segunda metade, o jogo foi-se arrastando para conveniência do AZ e o Paços de Ferreira não revelou arte nem engenho para dar a volta ao rumo dos acontecimentos.
José Mota só mexeu na equipa a 10 minutos do fim, num último impulso em busca da vitória, mas sem sucesso. O AZ, em contra-ataque, esteve novamente perto do golo, mas Peçanha salvou mais uma vez a sua equipa.
O Paços de Ferreira despediu-se da sua primeira participação na Taça UEFA sem chegar à fase de grupos, com a sensação que podia ter feito mais. 
José Mota arriscou tarde e pagou a factura da inexperiência da sua equipa, frente a um AZ descansado e que controlou sempre a eliminatória.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.