Praia da Vitória

Outono Vivo 2018 começa esta sexta-feira com muitas novidades

Outono Vivo 2018 começa esta sexta-feira com muitas novidades

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   25 de Out de 2018, 08:30

Começa esta sexta-feira, na Praia da Vitória, a edição de 2018 do Outono Vivo, o “maior festival literário dos Açores”, que vai até ao dia 11 de novembro e decorre 'paredes meias' entre o Auditório do Ramo Grande e a Academia de Juventude e Artes da ilha Terceira.


A sessão de abertura está agendada para 20h00 e conta com a presença do presidente da autarquia local, seguida da atuação do pianista André Gomes e da Orquestra AngraJazz. 


Igualmente pelas 20 horas, tem lugar a abertura da Feira do Livro e a inauguração da exposição “Hipérboles”, onde vão estar expostos cartoons representativos dos mais conceituados escritores e poetas portugueses - entre eles Vitorino Nemésio - pela mão de um jovem de 23 anos, o cartoonista Pedro Lopes, no bar da Academia de Juventude e Artes da ilha Terceira (AJAIT), avança nota de imprensa.


Na galeria da AJAIT será também inaugurada a exposição “Nuvens” de Carlota Monjardino que resulta de uma parceria estabelecida entre a Cooperativa Praia Cultural e o Instituto Açoriano de Cultura.


No foyer do Auditório do Ramo Grande estará patente a exposição “Fragmentos de Conversas” levada a cabo pela Associação Salão Teatro Praiense.


No que diz respeito à Feira do Livro e sendo a a maior feira do livro dos Açores, “vamos ter cerca de 50 mil livros, uma média de 20 mil títulos, de 30 grupos editoriais, destacando-se as estreias da editora Alfaguara e da Fundação Francisco Manuel dos Santos”, afirma o vice-presidente da autarquia da Praia da Vitória, Carlos Armando Costa.


O vice-presidente, com tutela sobre a área da cultura, aponta ainda que, segundo o responsável pela organização da Feira - a “Papelaria 96” - “os descontos dos livros que estarão à venda variam entre os 15 e os 35%”.


O “Outono Vivo” 2018, com um orçamento de 25 mil euros, para além da feira do livro e das exposições, conta com diversos espetáculos de teatro e música, cinema e um conjunto vasto de visitas de importantes nomes da literatura e artes às escolas do concelho.


Uma das principais novidades desta edição, segundo explicou Carlos Armando Costa, citado em nota, são as “conferências sobre temáticas de índole local e/ou regional”, destacando-se a conferência levada a cabo pelo historiador Francisco Miguel Nogueira sobre a presença da “Base das Lajes e a influência social na população do Ramo Grande”. José Eliseu, cantador e estudioso a sua arte, irá falar sobre a “Origem das Cantigas ao Desafio e a sua Evolução”. A “Origem e Evolução das Festas do Espírito Santo nos Açores” é o tema que irá ser debatido por Carlos Enes e Francisco Maduro Dias vai falar sobre o “Sismo d'Oitenta”.


Decorrerá, igualmente, por restaurantes do concelho um Festival Gastronómico levado a cabo no âmbito do Outono Vivo 2018.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.