Oito polícias feridos em desacatos em evento de extrema-direita na Alemanha


 

Lusa/Ao online   Internacional   7 de Out de 2018, 19:04

Oito polícias ficaram ligeiramente feridos no sábado, na cidade alemã de Apolda, depois de terem sido atacados com pedras e garrafas de vidro atiradas por pessoas que se dirigiam para um concerto de extrema-direita, foi divulgado este domingo.

Com cerca de 700 espectadores, o concerto decorreu na praça do mercado da cidade do estado de Turíngia sob o lema “rock contra enchente estrangeira", depois de ter sido cancelado numa localidade próxima.

Marcado pela violência desde o início, o evento foi suspenso uma hora depois do seu início.

Além do arremesso de pedras e garrafas, alguns espectadores saltaram as barreiras de segurança instaladas pela polícia, que respondeu com gás lacrimogéneo.

Não há informações sobre detenções relacionadas com os incidentes.

Horas antes do polémico concerto tinha decorrido uma contramanifestação, com cerca de 700 pessoas, e uma celebração ecuménica, com 150 participantes, entre os quais o líder do governo regional da Turíngia, Bodo Ramelow, e o titular local da pasta do Interior, Georg Maier.

O leste da Alemanha tem vivido, nos últimos meses, vários distúrbios causados por membros da extrema-direita e gerando controvérsias sobre a xenofobia.

Nessa lista estão, por exemplo, perseguições a estrangeiros em Chemnitz, no final de agosto, depois da morte de uma pessoa alegadamente perpetrada por dois refugiados.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.