Açoriano Oriental
Obras no porto açoriano das Capelas só após "nova avaliação" técnica

A obra no porto das Capelas, no concelho de Ponta Delgada, só vai avançar após a conclusão do projeto de proteção, indicado no relatório do Laboratório Regional de Engenharia Civil, e após "nova avaliação" técnica, segundo o Governo dos Açores.

Obras no porto açoriano das Capelas só após "nova avaliação" técnica

Autor: Lusa/AO Online

Em comunicado, o Chega/Açores revela que em resposta a um requerimento apresentado pelo partido o Governo Regional (PSD/CDS-PP/PPM) indicou que “está atualmente a desenvolver o projeto da proteção indicado no relatório do Laboratório Regional de Engenharia Civil, para nova avaliação técnica”.

O porto de pescas das Capelas, na ilha de São Miguel, foi encerrado ao trânsito e à circulação pedonal por apresentar problemas de segurança devido a derrocada iminente.

Relativamente ao levantamento da interdição no acesso ao porto, ainda de acordo com o Chega/Açores, o executivo açoriano respondeu ser da responsabilidade da Capitania e da Proteção Civil Municipal, “que foi quem impediu a circulação no local”.

Na resposta, o Governo Regional lembrou também que a sinalização já foi reposta em agosto e que a limpeza do caminho foi feita em setembro, pelos serviços da Direção Regional das Obras Públicas.

O Chega/Açores adianta ainda que quanto às “casas de aprestos abandonadas, sem portas e cheias de lixo”, o executivo açoriano revelou que “constituem propriedade privada, pelo que as eventuais soluções a implementar são da responsabilidade dos respetivos proprietários”.

Na resposta, lê-se na nota, o Governo Regional assegurou, contudo, que “não se demite das suas competências em matéria de promoção da qualidade ambiental e de fiscalização e promoção de uma adequada gestão de resíduos, que garanta a salubridade e a limpeza de espaços públicos”.

“Perante as respostas do Governo Regional, o deputado José Pacheco mostrou-se agradado com o facto de alguns dos problemas terem sido atendidos, logo depois de denunciados pelo Chega. Se o partido não dissesse, eles não faziam”, é referido na nota do Chega/Açores

No comunicado, o partido recorda que José Pacheco já visitou o porto das Capelas, testemunhando “a riqueza daquele local que está completamente ao abandono”.

O que "não pode acontecer”, salienta o Chega/Açores, é ser o partido a denunciar os problemas “para que se faça alguma coisa na região", uma vez que o Governo "tem, ou deveria ter, meios de fiscalização e estruturas locais que devem alertar para estes problemas".

Citado na nota, José Pacheco reitera a necessidade de requalificação do porto das Capelas, garantindo a segurança das estruturas e das pessoas, “sob pena de ao passar demasiado tempo” a obra ficar “cada vez mais cara e mais difícil de realizar".

"Esta zona balnear podia ser muito bem aproveitada, não só para o turismo, mas também para quem cá vive”, afirma José Pacheco.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados