EUA/Eleições

Obama alarga vantagem para 14 pontos em sondagem


 

Lusa/AOonline   Internacional   15 de Out de 2008, 12:10

O candidato democrata às eleições presidenciais norte-americanas, Barack Obama, alargou para 14 pontos a vantagem sobre o rival republicano John McCain, segundo uma sondagem CBS News/New York Times divulgada na terça-feira.
Na sondagem a nível nacional, Obama tem 53 por cento das intenções de voto, contra 39 por cento de McCain; a margem de erro é de três por cento.

    A sondagem foi feita através de entrevistas telefónicas a 1.070 adultos, em todo o país, entre sexta e segunda-feira.

    O eleitorado afirma que Obama faz uma campanha mais pela positiva do que McCain: enquanto que 61 por cento dos entrevistados dizem que o candidato democrata passa mais tempo atacando o rival do que a fazer propostas, apenas 27 por cento diz o mesmo do oponente democrata.

    McCain e Obama enfrentam-se pela última vez em debate televisivo na noite quinta-feira, em Hempstead, Nova Iorque.

    Em outra pesquisa, da Universidade Quinnipiac /Wall Street Journal/Washingtonpost.com, Obama aparece com vantagem considerável em quatro Estados onde a disputa estava acirrada.

    O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, consolidou o avanço face ao seu adversário republicano, John McCain, nos quatro Estados chave para as eleições de Novembro, revela uma sondagem publicada hoje, véspera do terceiro e último debate presidencial.

    O senador do Illinois ultrapassa o rival no Colorado (Oeste), Michigan (Norte), Minnesora e Wisconsin (Norte), segundo o inquérito realizado pela universidade Quinnipiac. Também está à frente, pela primeira vez, entre o eleitorado branco destes quatro Estados.

    A nível nacional, a última sondagem Washington Post-ABC News dá 10 pontos percentuais de avanço a Obama, 53-43 por cento, entre os prováveis votantes, com uma margem ainda maior de dois para um entre os votantes que colocam a economia como o principal tema da campanha.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.