Acidente/Madeira

Número de mortos sobe para 29

Número de mortos sobe para 29

 

Lusa/AO Online   Nacional   18 de Abr de 2019, 08:51

O número de mortos do acidente que na quarta-feira ocorreu em Santa Cruz, na Madeira, aumentou para 29, com a morte de um dos feridos nos cuidados intensivos no hospital do Funchal, segundo esta unidade de saúde.

Numa conferência de imprensa no Hospital dr. Nélio Mendonça, no Funchal, o médico Pedro Freitas adiantou que a vítima mortal é "uma mulher estrangeira" que se encontrava nos cuidados intensivos.

"Das 28 vítimas [feridos] que deram entrada no hospital, dois são de nacionalidade portuguesa e o resto são estrangeiros e não há crianças" entre os feridos assistidos no hospital, assegurou o clínico.

O clínico indicou que três dos feridos do acidente com o autocarro estavam àquela hora no bloco operatório, sendo estes "os casos mais complicados".

Outros três estavam na sala de observação do serviço de urgência, enquanto os restantes encontravam-se em observação no mesmo serviço, mas numa área menos monitorizada.

Pedro Freitas adiantou que dois feridos que chegaram ao hospital dois tiveram alta no mesmo dia.

A equipa clínica sustentou ainda que "de momento é prematuro" avançar com mais elementos relacionados com o prognóstico dos feridos, remetendo para nova conferência de imprensa para as 10h00 de hoje (menos uma nos Açores)

Pedro Freitas referiu que "de momento não há necessidade de haver transferência de vítimas para fora da região", acrescentando que "muitas das vítimas estão por identificar".

A presidente do Conselho de Administração do Serviço Regional de Saúde (SESARAM), Tomásia Alves, expressou o "profundo pesar pelo falecimento das 28 vítimas no local", adiantando que à chegada ao hospital, às 19:00, foram de imediato disponibilizados “os meios para prestar apoio às vítimas e familiares".

De acordo com Tomásia Alves, no âmbito do plano de emergência da unidade hospitalar foi ativado um gabinete de apoio com as linhas telefónicas - 291705659, 291705778 e 291705679.

O SESARAM apelou ainda à população para recorrer ao serviço de urgência "apenas em situações urgentes ou emergentes".

A responsável do SESARAM acrescentou terem sido contactados os serviços de Medicina Legal e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Na quarta-feira, um autocarro turístico com 56 pessoas despistou-se numa ravina, na zona do Caniço de Baixo, no concelho de Santa Cruz, provocando a morte de 29 pessoas e 27 feridos.

O Ministério Público já ordenou a abertura de um inquérito para apurar as causas deste acidente.

O Governo Regional da Madeira decretou três dias de luto no arquipélago.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.