Açoriano Oriental
Marcelo adia ida ao Funchal para dar prioridade a transporte de feridos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, adiou a sua deslocação à Madeira, na sequência do acidente com um autocarro turístico que provocou pelo menos 28 mortos, para dar prioridade ao transporte aéreo de feridos.

article.title

Foto: Eduardo Costa/ LUSA
Autor: AO Online

Em declarações no exterior do Palácio de Belém, em Lisboa, em direto para o Telejornal da RTP, o chefe de Estado disse que era sua intenção viajar de imediato para o Funchal, num avião da Força Aérea Portuguesa, "mas surgiu uma prioridade" que o levou a adiar a deslocação.

"Eu fui muito sensível a essa prioridade, que é a necessidade de os aviões, nomeadamente o avião que ia utilizar da Força Aérea Portuguesa, poder ser utilizado para transportar feridos. E sendo necessários os dois, isso tem prioridade. É muito mais importante haver o acorrer aos feridos do que o Presidente partir hoje", justificou.

"Portanto, irei, mas não irei imediatamente, porque há essa prioridade", acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.