Açoriano Oriental
Nova área de serviço do eixo sul da SCUT de São Miguel beneficiará São Roque, Livramento e Belém

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas visitou esta sexta feira a obra de construção da nova área de serviço do eixo sul da SCUT de São Miguel, que beneficiará toda a zona de São Roque, Livramento e Belém, para se inteirar da evolução da empreitada.

Nova área de serviço do eixo sul da SCUT de São Miguel beneficiará São Roque, Livramento e Belém

Autor: AO Online/ Lusa

Ana Cunha lembrou que, “no âmbito do contrato de concessão da SCUT de São Miguel, é obrigação da concessionária dotar a rede viária concessionada de três áreas de serviço, uma por cada eixo rodoviário”, que se destinam a “prestar um serviço aos utentes da concessão, de modo a que estes não tenham de sair da área concessionada, nomeadamente para abastecer”.

Considerando o acréscimo de tráfego, gerado não só pela área de serviço, mas também já existente naquela zona, está em curso a execução de vias de aceleração e de abrandamento para melhoria e segurança da circulação naquela zona.

“Estando ainda a passar por um período de forte restrição de algumas das atividades económicas, em virtude da época de pandemia, não posso deixar de realçar que foi uma obra que conseguiu, ainda que com algum atraso, prosseguir os seus termos, destacando-se a importância do transporte marítimo para a receção de diversas estruturas e meios que eram necessários para a construção deste posto de abastecimento, que, apesar de haver algum atraso, foram recebidos e a obra não parou”, afirmou a titular da pasta das Obras Públicas.

Para Ana Cunha, esta “não deixa de ser mais uma nota de que, com esforço, os agentes económicos não só fizeram face às contingências derivadas da situação de pandemia, mas também conseguiram retomar a normalidade da sua atividade e, neste caso concreto, cumprindo com os prazos previstos para a entrada em funcionamento”.

As áreas de serviço das SCUT fazem parte integrante da concessão, devendo, por isso, ser construídas em áreas do domínio público, expropriadas para o efeito, sendo que, no final do prazo da concessão, tal como acontece com todos os bens afetos à concessão, passam para a Região Autónoma dos Açores.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.