Internet

Norte-americano condenado a dois anos de prisão por envio de spams

Norte-americano condenado a dois anos de prisão por envio de spams

 

Lusa / AO online   Internacional   3 de Nov de 2007, 10:20

Um homem de 28 anos, originário de Nova Jersei, foi condenado sexta-feira a uma pena de mais de dois anos de prisão por ter participado no envio de milhões de correios electrónicos não solicitados (spam) na Internet.
    Todd Moeller, que se declarou como culpado no início do ano pelo envio de correios indesejáveis para e-mails de utilizadores de Internet, foi condenado a 27 meses de prisão e a uma multa de mais de 180.000 dólares.

    O condenado aceitou enviar spams publicitários de um produto comercial para cerca de 1,2 milhões de utilizadores do portal de Internet American Online (AOL).

    Moeller e o seu co-acusado Adam Vitale, que também se declarou culpado e cuja pena deverá ser conhecida a 13 de Novembro, enviaram grandes quantidades de spams sem que a verdadeira fonte de envio fosse detectada e afirmaram ter ganho por esse meio dezenas de milhares de dólares.

    Um outro norte-americano foi condenado em 2005 a nove anos de prisão por ter infringido as leis anti-spams e um estudante texano que liderou uma grande operação de envios de spams foi condenado no ano passado a uma multa de mais de 10 milhões de dólares.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.