Apoio ao Cidadão

Nordeste recebe segunda Loja do Cidadão do concelho


 

Luísa Couto/AO online   Regional   6 de Dez de 2007, 11:25

Está disponível desde quarta-feira na Vila o segundo posto da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão (RIAC) do Nordeste. O serviço vai proporcionar que os nordestenses ganhem tempo para, por exemplo, pedir o Cartão do Cidadão Depois da Freguesia da Achada, foi a vez da Vila do Nordeste receber a implantação de um posto da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão (RIAC).
      A infra-estrutura que abriu portas ao público ontem resultou por solicitação da Câmara Municipal do Nordeste ao Governo Regional, à qual se seguiu a celebração de uma parceria entre as duas entidades.
De acordo com a autarquia, a implementação desta estrutura na Vila foi, em grande parte, motivada pela carência deste tipo de serviço na zona em causa e pelo sucesso da primeira Loja do Cidadão a funcionar na Achada.
Está assim disponível desde ontem a possibilidade dos utentes nordestenses acederem, sem terem de se deslocar para longe, ao novo documento oficial de identificação, o Cartão do Cidadão, que reúne num único documento bilhete de identidade, cartão de segurança social, contribuinte, cartão do serviço nacional de saúde e cartão de eleitor. Refira-se, a propósito, que o espaço destinado ao novo posto RIAC do concelho está situado mesmo no centro da vila, tendo sido cedido pela autarquia. Será ainda esse mesmo espaço que irá albergar também o posto de turismo municipal, numa estratégia da edilidade nordestense de, para além de servir mais eficazmente a população, permitir a racionalização de meios e pessoas.
O autarca do Nordeste, José Carlos Carreiro, não deixou de lamentar a fraca cooperação que tem existido entre o poder autárquico e o poder regional, alegando que o “concelho do Nordeste- - distante fisicamente e muitas vezes ausente das preocupações dos decisores políticos- sofre frequentemente do esquecimento ancestral dos poderes que nos comandam”.
“Há muito tempo que não vemos por aqui o nosso presidente do Governo Regional”, afirmou o edil.

Freguesia também reclama posto RIAC

A implementação de um posto da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão (RIAC) na Maia é , há muito, uma reivindicação da população daquela localidade. Na realidade, para pedir uma simples certidão ou um certificado os habitantes da Maia continuam a ter necessidade de se deslocar aos centros urbanos da ilha. Uma situação que no entender da Junta de Freguesia já podia ter sido resolvida com a criação de uma loja do cidadão.Um serviço que irá facilitar a vida não só a quem habita na Maia mas também a um número muito significativo de pessoas das Freguesias limítrofes que, por variadíssimas necessidades, se deslocam diariamente àquela localidade.
Há mesmo quem assuma que o nível de desenvolvimento sócio-económico da Maia há muito que justifica a disponibilização dos serviços que se encontram num posto RIAC.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.