Açoriano Oriental
NAV recomenda aos controladores aéreos que restrinjam viagens

O Conselho de Administração (CA) da NAV, empresa que controla o tráfego aéreo, recomendou aos seus trabalhadores no continente que não viajem para Açores e Madeira, e vice-versa, salvo por razões de saúde e assistência à família.

NAV recomenda aos controladores aéreos que restrinjam viagens

Autor: Lusa/AO online

De acordo com uma deliberação do CA da Navegação Aérea de Portugal — NAV Portugal, de 07 de julho e a que a agência Lusa teve hoje acesso, recomenda-se “aos trabalhadores residentes fora das referidas Regiões Autónomas da Madeira e Açores, que, na medida do possível, as suas deslocações particulares às referidas regiões, apenas sejam efetuadas nas situações cuja deslocação seja considerada essencial, designadamente, entre outras, por razões de saúde, prestação de assistência à família e acompanhamento de familiares”.

Da mesma forma, é recomendado aos trabalhadores residentes nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores que “restrinjam as suas deslocações particulares para fora das referidas regiões”, salvo nas mesmas situações acima mencionadas.

Segundo a deliberação, estas são medidas complementares de contenção da covid-19.

A intenção, esclarece o CA no documento, é prevenir o impacto negativo na atividade operacional da empresa, devido a uma eventual diminuição dos recursos humanos disponíveis, caso os controladores aéreos tenham de cumprir períodos de isolamento no regresso das férias.

Contactada pela agência Lusa, fonte oficial da NAV explicou que se trata de uma recomendação e, por isso, não tem qualquer caráter obrigatório.

Segundo a mesma fonte, devido à natureza crítica da profissão de controlador aéreo e ao facto de haver poucos, é necessário assegurar a normal prestação do serviço.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.