Naufrágio: três pescadores portugueses já tiveram alta


 

Lusa/AO Online   Nacional   5 de Dez de 2008, 17:14

Três dos quatro pescadores resgatados hoje com vida do naufrágio do barco "Rosamar" a 24 milhas a norte de Burela, na costa da Galiza, Espanha, já tiveram alta, informou à Lusa fonte do Complexo Hospitalar da Corunha.

Segundo a mesma fonte, um outro português permanece internado, mas apenas por motivos de precaução, não correndo qualquer perigo de vida.

    Resgatado com vida foi também um pescador indonésio, que já teve igualmente alta hospitalar.

    Dos quatro sobreviventes portugueses, dois são de Matosinhos, um da Figueira da Foz e um da Murtosa.

    No naufrágio morreram três pescadores, todos portugueses, um dos quais de Vila do Conde.

    O barco de pesca "Rosamar" naufragou hoje a 24 milhas a norte de Burela, na costa da Galiza, com oito portugueses e cinco indonésios a bordo, de acordo com as autoridades portuguesas e espanholas.

    Até ao momento, as equipas de socorro espanholas conseguiram resgatar cinco tripulantes com vida e recuperaram três corpos, havendo ainda cinco pescadores desaparecidos.

    As operações de busca dos tripulantes desaparecidos continuam e envolvem três meios aéreos e quatro marítimos, disse à Lusa fonte do Salvamento Marítimo espanhol.

    O barco de pesca "Rosamar" está registado numa capitania portuguesa, mas é propriedade de armadores de Burela, Galiza.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.