Museu dedicado a Yasser Arafat abre no próximo ano em Ramallah

Museu dedicado a Yasser Arafat abre no próximo ano em Ramallah

 

Lusa/AO Online   Internacional   13 de Nov de 2010, 08:21

A sede da Autoridade Palestiniana em Ramallah vai receber um museu dedicado ao antigo líder palestiniano, Yasser Arafat, que morreu há seis anos num hospital militar em França.

No museu, que a Fundação Yasser Arafat prevê abrir em 2011 e que segundo a Associated Press custará 3,4 milhões de dólares, serão expostos milhares de objetos pessoais do “rais”, reunidos e conservados pelos seus antigos ajudantes, ao longo de duas décadas ao serviço de Abu Amar (nome de guerra de Arafat).

Arafat passou os dois últimos anos da sua vida sitiado pelas forças israelitas na sede governamental palestiniana, depois de uma série de atentados palestinianos ter causado a morte de dezenas de israelitas.

Uma das peças centrais do museu será a “keffyieh', o tradicional lenço axadrezado branco e negro, usada por Arafat e que se tornou, ao longo de quarenta anos de liderança da luta palestiniana por um estado independente, num dos símbolos internacionais de um dos conflitos mais mediatizadas do ultimo século.

Apesar da controvérsia que sempre envolveu o líder palestiniano, considerado por muitos um “perigoso terrorista corrupto”, Abu Amar ficaria reconhecido como uma personalidade que transformaria a cultura popular palestiniana e os seus próprios objetos pessoais em símbolos apropriáveis para uma causa cujo líder seria o ícone vivo.

Estarão expostas fotografias, armas e os famosos óculos de sol, entre outras relíquias. Farão ainda parte da coleção os seus dois uniformes militares durante o cerco israelita à Mukata que utilizou intercaladamente e que o próprio remendou durante os dois anos de reclusão.

Um Corão e um transístor inscrito com o nome do líder foram doados por um palestiniano de 86 anos que manteve os objetos em segredo até hoje por medo de represálias por parte de Israel, por ter dado abrigo ao líder palestiniano durante a Guerra dos Seis Dias em 1967.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.