Açoriano Oriental
MP pede agravamento das medidas de coação de Alexandre Gaudêncio

Ministério Público solicitou um agravamento das medidas de coação impostas pelo tribunal ao presidente da Câmara da Ribeira Grande

article.title

Foto: PSD
Autor: Luís Pedro Silva

O Ministério Público apresentou um recurso junto do Tribunal da Relação de Lisboa com o objetivo de agravar as medidas de coação impostas ao presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, no âmbito da operação “Nortada”.

A informação foi revelada, ontem, pela RDP/Açores, indicando que o recurso apresentado pelo Ministério Público pretende que a Relação de Lisboa aplique a Alexandre Gaudêncio as medidas de coação solicitadas durante a realização do primeiro interrogatório judicial. Atualmente, o presidente da Câmara da Ribeira Grande está proibido de contactar, por qualquer meio ou por interposta pessoa, com os demais arguidos do processo e outras três pessoas identificadas no processo (onde se inclui uma secretária da vereação da Câmara da Ribeira Grande).


Ler mais na edição desta sexta-feira, 18 outubro 2019, do jornal Açoriano Oriental


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.