Birmânia

Morreu primeiro-ministro Soe Win


 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Out de 2007, 15:30

O primeiro-ministro birmanês, Soe Win, um dos representantes da linha mais dura do regime militar no poder, morreu hoje de doença prolongada, anunciaram os órgãos de informação oficiais birmaneses.
    Primeiro-ministro desde Outubro de 2004, Soe Win, 59 anos, regressou a 01 de Outubro à Birmânia depois de um longo internamento hospitalar em Singapura devido, segundo a família, a uma leucemia.

    Segunda figura na hierarquia da Junta Militar, Soe Win foi apontado como responsável máximo pelo ataque perpetrado em 2003, em Depayin, contra a líder da oposição democrática e Nobel da Paz Aung San Suu Kyi e pela sua prisão.

    As circunstâncias exactas desse ataque continuam por esclarecer, mas segundo diplomatas, críticos do governo e organizações internacionais, várias dezenas de apoiantes da Liga Nacional para a Democracia (LND) foram mortos quando uma multidão de apoiantes do governo emboscou a caravana militar que transportava Suu Kyi.

    O tenente-general Thein Sein, um fiel apoiante do líder da Junta Militar (general Than Shwe) que exercia interinamente as funções de primeiro-ministro desde Maio, deverá suceder no cargo a Soe Win.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.