Moreirense vence na receção ao Braga, isola-se em quinto e bate novo ‘recorde’


 

Lusa/Ao online   Futebol   7 de Abr de 2019, 11:56

O Moreirense conseguiu isolar-se este sábado no quinto posto e estabelecer uma nova marca histórica, ao vencer por 1-0 na receção ao Sporting de Braga, em jogo da 28.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Ivanildo marcou o único golo da partida, quando passavam dois minutos do arranque da segunda parte, e, com estes três pontos, a equipa 'cónega' recuperou o quinto lugar que o vizinho Vitória de Guimarães tinha conseguido duas horas antes, ao vencer (4-0), também em casa, o Desportivo de Chaves.

Ao somar 48 pontos, o Moreirense, equipa 'sensação' do presente campeonato, conseguiu a melhor pontuação de sempre na Liga, ultrapassando a melhor marca que até aqui era de 46 pontos na temporada 2002/2003.

Por seu lado, o Sporting de Braga, que é quarto classificado e soma 58 pontos, com esta derrota pode ver o Sporting, terceiro com a mesma pontuação, destacar-se, caso pontue no domingo na receção ao Rio Ave.

Naquele que foi o primeiro jogo dos bracarenses depois da eliminação na Taça de Portugal frente ao FC Porto, Abel Ferreira mudou apenas o guarda-redes comparativamente ao último jogo, fazendo Tiago Sá regressar à baliza por troca com Marafona.

Também Ivo Vieira fez apenas uma alteração em relação ao 'onze' que venceu (2-0) em Portimão: uma troca forçada, já que João Aurélio não podia ir a jogo devido a castigo, sendo substituído pelo central Ivanildo, que jogou adaptado na esquerda e acabou por ter um papel decisivo no encontro.

Na primeira parte, maior tendência para o Sporting de Braga, que mostrou veia ofensiva, mas teve de medir forças com uma defensiva vimaranense muito atenta e cirúrgica nos cortes.

Aos nove minutos, uma 'bomba' de Murilo, que Halliche 'salvou' ao cortar para canto, podia ter inaugurado o marcador. E, na sequência do lance, Trigueira teve de mostrar credenciais, defendendo, a 'meias' com o poste, um bom remate de Bruno Viana.

O Moreirense respondeu, rondou a baliza de Tiago Sá e tentou várias vezes o remate. Aos 28 minutos, Camará protagonizou um pontapé forte, que saiu ao lado do alvo.

Os bracarenses apostavam em lançamentos em profundidade, mas, em contrapartida, o clube de Moreira de Cónegos mantinha uma 'muralha' defensiva muito bem armada, mantendo-se o 'nulo' até ao intervalo.

O Moreirense entrou forte na segunda parte, conquistou dois cantos consecutivos e conseguiu chegar à vantagem aos 47 minutos, depois de uma enorme falha do guardião 'arsenalista'. A jogada começou com um livre de Neto para o 'coração' da área, Tiago Sá largou a bola, deixando-a à mercê de Ivanildo, que não desperdiçou o 'brinde'.

O jogo tornou-se partido, com o Braga a tentar 'encostar' o Moreirense ao último terço do terreno, mas os locais apostavam em contra-ataques rápidos, sobretudo por iniciativa de Chiquinho.

O empate podia ter surgido quando Goiano rematou cruzado e a bola saiu a centímetros do poste de Trigueira (63 minutos), ou quando Dyego Sousa cabeceou pouco ao lado (81), mas o 1-0 acabou por se manter até ao final.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.