Moreirense com menos um durante uma hora empata na visita ao Santa Clara

Moreirense com menos um durante uma hora empata na visita ao Santa Clara

 

Lusa/Ao online   Futebol   13 de Abr de 2019, 17:30

O Santa Clara e o Moreirense empataram este sábado a uma bola nos Açores, num jogo em que os anfitriões estiveram cerca de uma hora com um jogador a mais em campo, após expulsão do guarda-redes dos minhotos.

Num jogo disputado quase sempre sob chuva, e com um relvado muito pesado, o Moreirense entrou melhor e mostrou por que razão é tida como a equipa sensação da I Liga de futebol, ocupando atualmente o quinto lugar.

Aos 12 minutos, na primeira grande oportunidade do jogo, Pedro Nuno - um dos melhores em campo - abriu o marcador para a equipa de Moreira de Cónegos, respondendo afirmativamente de cabeça a um cruzamento do flanco esquerdo.

Cerca de 10 minutos depois, Francisco Ramos, médio centro do Santa Clara, teve uma entrada em carrinho que lhe valeu um amarelo e motivou uma paragem prolongada na partida devido a mazelas do guarda-redes do Moreirense, sendo que Trigueira, minutos depois de ter recuperado, foi expulso após agressão a Guilherme Schettine, após o árbitro António Nobre consultar o videoárbitro.

A expulsão do guarda-redes dos vimaranenses, aos 30 minutos, não motivou uma grande penalidade porque no início do lance o árbitro marcou uma falta do avançado do Santa Clara.

Até ao intervalo, ainda houve tempo para uma boa oportunidade do Moreirense, por Pedro Nuno (cabeceamento aos 38), e, já no final dos oito minutos de descontos, Schettine igualou a partida para os açorianos, após uma boa investida no flanco direito de Patrick Vieira, que cruzou para o avançado assinar o seu terceiro golo na I Liga.

Para a segunda parte, o treinador do Santa Clara, João Henriques, apostou no ponta de lança Thiago Santana, numa tentativa de chegar à vitória: o triunfo não aconteceu, mas os açorianos foram mais fortes na metade complementar do jogo.

Mesmo assim, o Moreirense, quase sempre por Pedro Nuno, continuou à procura de uma vitória que consolidasse o seu quinto posto na I Liga - aos 54, 56 e 62 minutos, o avançado poderia ter ‘bisado’ no encontro.

Aos 70, Pablo Lima, que havia entrado no Santa Clara, fez um cruzamento-remate que levou a bola a beijar a barra, e, pouco depois, houve ainda duas oportunidades perigosas para os anfitriões, ambas em remates de cabeça de Santana.

Até final do jogo, o Santa Clara procurou nova vitória doméstica após o triunfo de há 15 dias frente ao Vitória de Guimarães, mas o bom posicionamento tático do Moreirense mesmo com menos um, o cansaço e o desgaste provocado pelo pesado relvado foram alguns dos motivos que impediram a vitória dos açorianos.

Independentemente do desfecho dos demais jogos da jornada, quer Santa Clara quer Moreirense terminarão a ronda na mesma posição com que a iniciaram - em oitavo e quinto lugar, respetivamente, agora com 37 e 49 pontos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.