Função Pública

Ministro reitera que inflação para 2009 é prudente e realista

Ministro reitera que inflação para 2009 é prudente e realista

 

Lusa/AOonline   Economia   23 de Out de 2008, 15:06

O ministro das Finanças reiterou que a previsão de inflação para 2009 de 2,5 por cento é "prudente e realista" e os funcionários públicos terão uma melhoria significativa dos salários em termos reais.
Fernando Teixeira dos Santos falava à margem da primeira reunião de negociação salarial da Função Pública para 2009.

    O governo propôs um aumento de 2,9 por cento, superior à inflação, mas as estruturas sindicais estão contra este valor e exigem um aumento mínimo de 3,5 por cento.

    Segundo Teixeira dos Santos, a previsão do governo é "bastante realista" e vai permitir uma "melhoria significativa dos salários em termos reais".

    "É uma proposta que revela até onde o governo pode ir no quadro orçamental e que os sindicatos, apesar de acharem insuficiente, reconhecem o esforço do governo em proporcionar uma melhoria dos salários reais dos trabalhadores".

    Para Teixeira dos Santos, não haverá um "risco significativo" que o valor da previsão da inflação seja superado, até porque em 2008 a inflação média ronda os 2,9 por cento, num ano "com eventos muito extraordinários de aumentos de preços a nível internacional, nomeadamente no preço do petróleo".

    Estes aumentos, segundo Teixeira dos Santos, não são expectáveis no próximo ano.

    "A nossa previsão alinha com as previsões até mais pessimsistas, em termos internacionais, e não haverá o risco que a inflação seja superada", acrescentou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.