Brasil

Menino vítima de alegado ritual de magia negra submetido a nova cirurgia


 

Lusa/AO Online   Internacional   23 de Dez de 2009, 17:38

O menino de dois anos que teve o corpo perfurado por mais de 30 agulhas num suposto ritual de magia negra será submetido hoje a uma nova cirurgia.

De acordo com os médicos do hospital Ana Néri, em Salvador da Baía, a operação de hoje destina-se a remover agulhas que estão alojadas na bexiga e no intestino.

Na semana passada, os médicos removeram agulhas que haviam atingido o coração e um pulmão da criança.

A criança será ainda submetida a uma terceira intervenção cirúrgica para a retirada de uma agulha alojada na coluna, na região cervical.

Os médicos consideram o estado de saúde do menino como grave, mas a criança já respira sem ajuda de aparelhos, não tem febre e está consciente.

O padrasto do menino, que confessou o crime, teve a prisão preventiva prorrogada pela justiça, juntamente com duas mulheres suspeitas de participar no alegado ritual macabro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.