Medidas de austeridade vão prejudicar os mais pobres

Medidas de austeridade  vão prejudicar os mais pobres

 

Lusa/AO Online   Economia   25 de Ago de 2010, 16:55

 As medidas de austeridade introduzidas na Grã-Bretanha para ajudar a reduzir o défice vão agravar as condições de vida dos mais pobres, segundo um estudo hoje divulgado, que contradiz as promessas governamentais.

O governo de coligação liderado pelo primeiro ministro, David Cameron, que assumiu o poder depois das eleições de maio introduziu cortes na despesa pública como forma de reduzir o elevado défice, enquanto o país recupera da crise.

O governo britânico garantiu que as alterações na despesa e nos impostos previstos num orçamento de emergência aprovado em junho não afetariam os mais pobres e o próprio primeiro ministro prometeu que os mais vulneráveis em termos sociais estavam protegidos das medidas de auteridade.

No entanto, investigadores do Instituto de Estudos Fiscais alertaram para os efeitos negativos das medidas de auteridade junto da população mais pobre.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.