Mais de um terço dos jovens foi vítima de cyberbullying

Mais de um terço dos jovens foi vítima de cyberbullying

 

Luís Pedro Silva/Lusa   Regional   5 de Set de 2019, 09:24

Sondagem realizada pela UNICEF, em trinta países, revela que mais de um terço de jovens disse ter sido vítima de 'bullying online'. Na Região problema também está identificado

Espalhar informação falsa, assediar/perseguir, incomodar e/ou insultar através de mensagens por telefone, email ou nas redes sociais. É esta a definição de cyberbullying. Um problema que afeta um terço dos jovens, segundo uma sondagem realizada pela UNICEF, em trinta países.

Na Região os casos de cyberbullying afetam, sobretudo, raparigas adolescentes devido a relações amorosas mal resolvidas.

“A APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) faz acompanhamento de jovens vítimas de cyberbullying. Geralmente devido a relações de namoro que já terminaram e não ficaram bem resolvidas. Fazem bullying online através de chantagem com a partilha de fotografias ou conteúdos íntimos”, refere Raquel Rebelo, gestora do gabinete de apoio à vítima de Ponta Delgada.


Ler mais na edição desta quinta-feira, 5 de setembro 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.