Internet

Mais de metade dos utilizadores acede através de dispositivos móveis


 

Lusa/AO Online   Economia   2 de Dez de 2009, 09:06

Mais de metade dos utilizadores de Internet em Portugal acede à rede através de dispositivos móveis, segundo um estudo que o Observatório de Comunicação (Obercom) publica quinta-feira.

Esta tendência é particularmente marcada no caso dos homens: 56,7 por cento acede via dispositivos móveis contra 48,8 por cento das mulheres.

O estudo, realizado com base em 1038 entrevistas a pessoas com 15 e mais anos residentes em todas as regiões de Portugal Continental, revela ainda que 62 por cento dos inquiridos entre os 15 e os 18 anos é utilizador de Internet móvel contra apenas 14,3 por cento dos com 65 ou mais anos.

Do total de inquiridos que afirma usar a Internet a partir de dispositivos móveis, 84 por cento acede recorrendo a um computador portátil e 23,5 por cento através de telemóvel ou PDA.

A procura de notícias e informações sobre eventos, assim como a utilização de redes sociais e serviços de Mensagens instantâneas surgem como as principais actividades levadas a cabo pelo grupo de internautas que acede a partir do telemóvel.

O telemóvel é ainda usado para serviços de e-banking e de procura de restaurantes.

A banda larga móvel encontra-se disponível nas zonas onde as redes de 3ª geração móvel estejam acessíveis e segundo os últimos dados da Comissão Europeia (2007), Portugal tem uma cobertura de 80 por cento, um valor acima da média da Europa dos 27 países (77 por cento).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.