Saúde

Mais de 160 milhões de europeus padecem de doença mental

Mais de 160 milhões de europeus padecem de doença mental

 

Lusa/AO online   Internacional   5 de Set de 2011, 22:06

Mais de 160 milhões de europeus padecem de uma doença mental ou neurológica, sendo que apenas um terço dos casos diagnosticados está a ser tratado, conclui um estudo divulgado pelo Colégio Europeu de Neuropsicofarmacologia.
A investigação incidiu sobre 514 milhões de habitantes de 30 países - 27 Estados-membros da União Europeia, Suíça, Islândia e Noruega - e toda a gama de doenças mentais ou neurológicas, em todas as idades.

Segundo os dados divulgados, em comunicado, existem 164,8 milhões de europeus que sofrem de uma doença mental ou neurológica.

As patologias mais frequentes são ansiedade, insónia, depressão maior, transtornos somatoformes, dependência de álcool ou drogas, défice de atenção ou hiperactividade e demência.

Há também “milhões de doentes” que padecem de apoplexia, traumatismos cerebrais, doença de Parkinson e esclerose múltipla.

Apenas um terço dos casos diagnosticados recebe tratamento, com vários anos de atraso e, muitas vezes, desadequado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.