Açoriano Oriental
Maioria dos cemitérios abertos mas com restrições e proibições

A tradição de visitar os cemitérios para prestar homenagem aos mortos é este domingo assinalada com novas regras sanitárias, desde uso obrigatório de máscara à proibição de aglomerados, havendo alguns espaços que vão estar encerrados, devido à pandemia da covid-19.

Maioria dos cemitérios abertos mas com restrições e proibições

Autor: AO Online/ Lusa

Além do feriado do Dia de Todos os Santos, hoje é celebrado, por antecipação, o Dia dos Fiéis Defuntos, que se assinala na segunda-feira, o que motivou a decisão do Governo de limitar a circulação entre concelhos do território continental durante este fim de semana, entre a passada sexta-feira e terça-feira, com o objetivo de “conter a transmissão do vírus e a expansão da doença”.

A maioria das Câmaras Municipais decidiu manter os cemitérios abertos durante este fim de semana, mas há mais de dezena de concelhos, localizados sobretudo na região Norte, que determinaram o encerramento dos cemitérios nestas datas, inclusive Esposende, Póvoa de Varzim, Matosinhos, Porto, Maia, Gondomar, Estarreja, Murtosa, Oliveira de Azeméis, Vizela, Fafe, Vila Nova de Famalicão e Guimarães.

No concelho do Porto, o presidente da Câmara Municipal, Rui Moreira, justificou a decisão de encerrar os cemitérios durante este fim de semana, inclusive na segunda-feira, com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de circular entre concelhos, determinando que, para minimizar o impacto deste encerramento, o horário destes espaços fosse alargado durante a última semana.

Com limitação de permanência até 30 minutos, lotação definida para cada situação e sem ajuntamentos com mais de cinco pessoas, os cemitérios de Viana do Castelo vão estar abertos hoje e na segunda-feira, informou a autarquia.

Ainda na região Norte, a Câmara de Vila Real vai “implementar medidas excecionais” que condicionam o acesso aos cemitérios, indicando que o período de funcionamento será das 07:30 às 19:00, a entrada estará sujeita a lotação e a permanência não deverá ultrapassar os 30 minutos seguidos, as casas de banho estarão encerradas e é obrigatória a utilização de máscara no interior do cemitério, a desinfeção das mãos e o uso de luvas para o manuseamento de baldes, vassouras e outros equipamentos de utilização coletiva.

Na cidade de Bragança, capital de distrito, os dois cemitérios vão manter-se abertos no feriado do Dia de Todos os Santos, com limitação de pessoas e de tempo de permanência e outras medidas sanitárias contra a covid-19, à semelhança do que foi determinado para os cemitérios da cidade de Seia, no distrito da Guarda, que estão abertos com horário alargado para permitir que os cidadãos possam visitar aqueles espaços que estão sujeitos a restrições impostas pela pandemia.

No distrito de Castelo Branco, o cemitério municipal de Oleiros vai manter-se aberto, com acesso controlado e com proibição de partilha de materiais de limpeza devido à covid-19, situação que também vai acontecer no município do Cartaxo, no distrito de Santarém, com a decisão de alargar o horário para evitar a concentração de pessoas e garantir o cumprimento das medidas de proteção devido à pandemia, e na cidade de Évora, capital de distrito, com os dois cemitérios a funcionar com várias regras, inclusive um máximo de 80 pessoas em simultâneo em cada um.

Em Lisboa, a capital vai manter os cemitérios abertos nos horários habituais, mas haverá controlo de entradas, o uso de máscara será obrigatório e as capelas estarão encerradas, verificando-se uma situação semelhante nos restantes concelhos do distrito, inclusive Loures, Oeiras e Mafra.

Mais a sul de Portugal continental, os cemitérios de Setúbal mantêm-se abertos, mas são proibidos aglomerados com mais de dez pessoas devido à covid-19, e os de Faro vão estar abertos, mas limitados a um máximo de 50 pessoas em simultâneo, com obrigatoriedade do uso de máscara no interior.

Na Região Autónoma da Madeira, os quatro cemitérios do concelho do Funchal vão estar abertos, mas com limitação do número de entradas, de pessoas de cada família e do tempo de permanência no espaço.

Quanto aos Açores, não foram emitidas quaisquer indicações de alterações no funcionamento dos cemitérios.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.