Açoriano Oriental
Luis Senra leva a música do seu saxofone às grutas do Pico

O Montanha Pico Festival de 2020 começou no fim-de- semana e ao som do saxofone de Luis Senra.

article.title

Foto: Austeja Liu
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

No passado sábado a Gruta da Agostinha, na ilha do Pico, foi a escolhida pela organização do festival, MiratecArts, para a 'Improvisação nas grutas'.


"A Improvisação nas grutas é um enorme desafio à criatividade", refere o micaelense Luis Senra, citado em nota, acrescentando ainda que "sem as condições perfeitas que um palco normal dispõe e com uma sempre imprevisível acústica, aqui o foco é a liberdade criativa como meio de exploração do som e da conexão direta com o público e a estonteante natureza das nossas ilhas".


"A Gruta da Agostinha foi uma bonita forma de iniciar este mês de improvisação nas grutas" adiantou o jovem músico. "Um autêntico anfiteatro natural onde foi possível apreciar um "já raro" público em absoluto silêncio e um "coro" de gotas de água que resultou numa melodia confortante e gentil embrulhada em ar quente".


Além do saxofonista, a escritora Diana Zimbron juntou-se para partilhar excertos do seu conto "Ser da Montanha".


Saliente-se que todos os sábados de manhã, a equipa da MiratecArts liderada pelo Parque Natural do Pico, segue rumo a uma gruta ou furna na ilha montanha.


Nos próximos sábados, as escritoras Lucília Gonçalves e Raquel André Machado já confirmaram a sua presença para partilhar a sua poesia de temática montanha, enquanto os participantes visitam a Furna Vermelha, Furna de Frei Matias e a Gruta do Furtado.


 Para participar na aventura pode inscrever-se através de info@mirateca.com e visite www.picofestival.com.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.