Líder do PSD nas ilhas responsabiliza socialistas por eventual elevada taxa de abstenção


 

Lusa / AO online   Regional   28 de Set de 2008, 12:21

O líder do PSD/Açores responsabilizou hoje o partido socialista por uma eventual elevada taxa de abstenção nas regionais de 19 de Outubro, alegando que os socialistas "mataram a esperança aos açorianos".
    "O haver muita abstenção também significa algo que responsabilizo directamente os socialistas, que é a falta de esperança. O pior que os socialistas fizeram aos açorianos foi matar a esperança", afirmou aos jornalistas Costa Neves.

    O líder regional do PSD participou hoje num almoço de confraternização com os presidentes das comissões políticas concelhias da ilha de São Miguel e núcleos de freguesia do partido no concelho de Ponta Delgada.

    Assegurando que a esperança vai voltar ao arquipélago com a vitória social-democrata em Outubro, Costa Neves prometeu "fazer tudo" o que estiver ao seu alcance "para contrariar a abstenção" e espera que as outras forças políticas concorrentes "façam, provavelmente, o mesmo".

    Segundo o cabeça de lista pela ilha Terceira, o PSD/Açores vai procurar demonstrar que há outro caminho, que é possível e necessário fazer melhor e mudar para outro projecto.

    "Está nas mãos das pessoas esta mudança necessária", advertiu Costa Neves, acrescentando que o principal adversário do PSD/Açores não é a abstenção, mas sim o PS, que governa os destinos da região desde 1996.

    Costa Neves disse, ainda, que pretendia solucionar o desinteresse dos açorianos pela campanha e combater a abstenção com muito debate na comunicação social, "mas o PS não quer".

    "O PS prefere ostentar bandeiras, meios caríssimos, em que vai gastar cerca de dois milhões de euros. A responsabilidade fica com eles", concluiu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.