Jorge Jesus constituído arguido pela PSP

Jorge Jesus constituído arguido pela PSP

 

Lusa/AO online   Futebol   23 de Set de 2013, 17:22

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, foi constituído arguido, com termo de identidade e residência pela Polícia de Segurança Pública (PSP), após os incidentes no final do jogo de futebol entre os "encarnados" e o Vitória de Guimarães.

A subcomissária da PSP Carla Duarte confirmou à agência Lusa que o técnico foi constituído arguido, após a elaboração do auto de notícia, revelando que será enviado “em breve” o expediente para o Tribunal Judicial de Guimarães.

No final do jogo entre o Vitória de Guimarães e o Benfica (0-1), da quinta jornada da I Liga de futebol, Jorge Jesus intrometeu-se numa ação da polícia que tentava retirar adeptos do clube das “águias” do relvado do Estádio D. Afonso Henriques.

Na zona de entrevista rápidas, o treinador Jorge Jesus justificou a sua decisão com a necessidade de defender os adeptos do Benfica.

“Os adeptos começaram a entrar, a segurança tentou bloquear um deles e tentei que o deixassem tranquilo, porque só foi buscar uma camisola. Decidi agir em defesa dos adeptos do Benfica. Serei sempre o primeiro a defendê-los”, disse, em declarações à SportTV.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.