Açoriano Oriental
João Henriques diz que Santa Clara tem “os pés muito bem assentes no chão”

O treinador João Henriques afirmou esta sexta-feira que o Santa Clara é ambicioso, mas tem "os pés muito bem assentes no chão", apesar das quatro vitórias consecutivas na I Liga de futebol, feito inédito na história do clube.

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Lusa/AO Online


"Temos os pés muito bem assentes no chão - tenho dito várias vezes e digo as vezes que forem precisas. Sabemos onde podemos ir internamente, temos ambição, não escondemos isso, mas por enquanto estamos no sétimo lugar e queremos agarrá-lo", afirmou João Henriques, em conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Moreirense, da 22.ª jornada da prova.

Com triunfos perante Famalicão (1-0), Paços de Ferreira (2-1), Belenenses SAD (2-0) e Tondela (1-0), os açorianos alcançaram quatro vitórias consecutivas na primeira divisão, um feito inédito.

Apesar de só conhecer o sabor da vitória na segunda volta do campeonato, João Henriques salientou por diversas vezes que o objetivo da equipa é a manutenção.

"A meta ideal para o clube é I Liga na próxima época. Ponto final parágrafo. Depois, tudo o resto é uma questão de ambição do grupo, de jogo a jogo tentar conquistar os três pontos para ser sempre melhor na classificação e nos pontos [do que na época passada]", salientou.

Sobre o próximo adversário, que nos últimos quatro jogos somou dois empates, frente a Portimonense e Moreirense (ambos 1-1), uma vitória diante do Gil Vicente (5-1) e uma derrota com o Sporting de Braga (2-1), João Henriques disse tratar-se de uma equipa com "valores individuais muito bons".

"É uma equipa boa, com valores individuais muito bons, coletivamente, é uma equipa que apesar da mudança de treinador [Vítor Campelos foi substituído por Ricardo Soares em dezembro] mantém-se estável, organizada", assinalou.

O técnico dos açorianos disse esperar um próximo jogo "muito difícil", do qual vai tentar sair vitorioso, apresentando uma equipa competitiva em Moreira de Cónegos.

"Será um jogo muito difícil, que vamos tentar contrariar com a nossa organização, a nossa maneira de estar em cada jogo, de sermos uma equipa, sobretudo, competitiva e na luta pelos três pontos", relevou.

João Henriques comentou ainda o caso do jogador Guilherme Schettine, após terem circulado notícias do afastamento do jogador do plantel por, alegadamente, ter assinado com o Sporting de Braga para a próxima época, após recusar renovar com o Santa Clara.

"O Guilherme está dentro do grupo de trabalho, trabalha connosco diariamente, está no balneário com os colegas e é um jogador como os outros. Tudo o resto é do foro interno do clube. É a única coisa que temos a dizer", afirmou.

O treinador dos insulares afirmou que a "situação" do jogador não irá afetar o restante plantel, nem o deixa desconfortável enquanto treinador.

"Todo o grupo de trabalho sabe exatamente a situação do Guilherme. Está tudo consciente do que aconteceu, do que está a acontecer e do que vai acontecer para a frente", assinalou.

No último encontro frente ao Tondela, Schettine não foi convocado, depois de nas jornadas anteriores ter marcado frente ao Belenenses e bisado diante do Paços de Ferreira, golos que o tornaram o melhor marcador de sempre dos açorianos na I liga de futebol.

Santa Clara, sétimo classificado, com 29 pontos, desloca-se ao terreno do Moreirense, 14.º com 23, no domingo, em jogo da 22.ª jornada da I Liga de futebol.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.