Japonês raptado por talibãs foi morto


 

Lusa / AO Online   Internacional   27 de Ago de 2008, 06:35

O corpo do trabalhador humanitário japonês raptado por talibãs na terça-feira no Leste do Afeganistão foi hoje encontrado, crivado de balas, informou um responsável local.
    Kazuya Ito, de 31 anos, tinha sido raptado na manhã de terça-feira quando se dirigia ao local do projecto de irrigação onde trabalhava, no distrito de Kuz Kunar, província de Nangahar, no Leste.

    "Encontrámos o corpo do japonês há alguns minutos e estava crivado de balas", disse à AFP Malim Mashouq, governador de Kuz Kunar.

    Na tarde de terça-feira, o porta-voz do Ministério do Interior, general Zemarai Bashary, anunciou a libertação do refém, para logo fazer marcha-atrás, declarando ter-se tratado de um mal-entendido e um erro de comunicação.

    Kazuya Ito era empregado da Peshawar-kai, uma associação japonesa que se ocupa de centros médicos no Paquistão e no Afeganistão.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.