Inundações repentinas na Sardenha matam 9 pessoas e desalojam centenas

Inundações repentinas na Sardenha matam 9 pessoas e desalojam centenas

 

Lusa/AO online   Internacional   19 de Nov de 2013, 14:09

Inundações repentinas na ilha italiana da Sardenha causaram segunda-feira a morte a nove pessoas, com um ciclone a esmagar carros e rios a saírem dos leitos, inundarem inundadas e destruírem pontes.

A área mais afetada foi a cidade de Olbia e a sua envolvência, no nordeste da ilha, onde está um porto para ‘ferries’, que é um destino popular nos meses de verão.

Três pessoas da mesma família morreram quando uma ponte rodoviária colapsou e caiu em cima da sua viatura, perto do Olbia, enquanto uma mãe e filha foram encontradas mortas dentro de outro veículo que foi arrastado na cidade, reportou a agência noticiosa ANSA, citando fontes oficiais.

Também um carro da polícia com quatro agentes, que estava a escoltar uma ambulância, foi arrastado pela intensa chuva e pelos fortes ventos do ciclone chamado Cleópatra.

Três dos polícias foram salvos pelos serviços de urgência, mas um quarto faleceu.

Entre as vítimas mortais está também uma idosa de 64 anos, que morreu na sua casa inundada na vila de Uras, no sudoeste da ilha.

O seu marido foi levado para o hospital, em hipotermia, e centenas de habitantes estão a passar a noite, alojados num complexo desportivo local.

Uma oitava vítima, um homem, morreu também em consequência da queda de uma ponte, enquanto uma mulher, com 90 anos, foi encontrada morta numa casa inundada, perto de Nuoro, na parte central, e montanhosa, da ilha.

Em Olbia, centenas de habitantes recorreram ao Facebook para disponibilizar as suas casas para acolher os desalojados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.