Greve geral

Inspectores tributários vão parar no dia 24


 

Lusa/AO online   Economia   12 de Nov de 2010, 10:30

A Associação Sindical dos Profissionais de Inspecção Tributária (APIT) decidiu aderir à greve geral de 24 de Novembro, reclamando o reinício da revisão de carreiras de regime especial da DGCI e do sistema de avaliação dos trabalhadores.
"Todas as iniciativas a adoptar terão como objectivo alertar os responsáveis, administrativos e políticos, para os problemas com que a Inspecção Tributária se tem deparado, e que foram agravados pelas recentes medidas adoptadas", lê-se no comunicado, que afirma que a APIT irá "individualizar o seu protesto, através de uma série de outras acções, que em devido tempo serão apresentadas".

Os inspectores do fisco exigem o reinício do processo de revisão de carreiras de regime especial da Direcção Geral das Contribuições e Impostos e a "imediata revisão do SIADAP [Sistema Integrado de Avaliação de Desempenho da Administração Pública] na DGCI, na medida em que só uma justa avaliação contribui para a motivação dos funcionários", afirma a missiva.

A direcção da APIT critica ainda o corte salarial previsto nas remunerações, a contínua quebra do poder de compra dos trabalhadores da DGCI, o congelamento de progressões e promoções, a anunciada diminuição dos valores referentes às Ajudas de Custo e a alteração das políticas relativas à aposentação, segundo o comunicado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.