Literatura

"Ingenuidade confrangedora" de Saramago nas incursões bíblicas

"Ingenuidade confrangedora" de Saramago nas incursões bíblicas

 

Lusa / AO online   Nacional   19 de Out de 2009, 11:39

O bispo do Porto, D. Manuel Clemente, disse esta segunda-feira à Lusa que José Saramago "revela uma ingenuidade confrangedora quando faz incursões bíblicas" e, como "exigência intelectual, deveria informar-se antes de escrever".
O prelado, que em 1991 protagonizou um debate com o escritor a propósito do lançamento do "Evangelho Segundo Jesus Cristo", sublinhou que "qualquer introdução a uma edição da Bíblia, mesmo a mais básica, explica que as personagens e os factos relatados são uma leitura religiosa da realidade".

Em entrevista à Lusa a propósito do lançamento do seu mais recente livro "Caim", Saramago afirmara que "a Bíblia é um manual de maus costumes, um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.