Açoriano Oriental
Crise/Inflação
IL afirma que “montanha pariu um rato” e acusa PS de “propaganda”

O líder parlamentar da Iniciativa Liberal, Rodrigo Saraiva, considerou que as medidas apresentadas pelo Governo para combater a inflação mostram que “a montanha pariu um rato” e acusou o executivo socialista de “propaganda” e incompetência.

IL afirma que “montanha pariu um rato” e acusa PS de “propaganda”

Autor: Lusa/AO Online

“Depois destes dois dias de pré-anúncios do que vinha aí, a montanha pariu um rato, é a conclusão que se tira”, considerou Rodrigo Saraiva, da Iniciativa Liberal, em declarações aos jornalistas na Assembleia da República.

O deputado reagia às medidas aprovadas pelo Governo hoje em Conselho de Ministros extraordinário que visam combater os impactos da inflação e que já foram entretanto promulgadas Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O dirigente liberal acusou o PS de “propaganda”, algo que disse ser “típico” dos socialistas, centrando-se numa das medidas anunciadas da redução de 13% para 6% da taxa do IVA sobre a eletricidade, com o objetivo de entrada em vigor até 01 de outubro.

Segundo Rodrigo Saraiva, “o IVA de 23% vai-se manter" e essa taxa máxima representa "a maior parte certamente do consumo que os portugueses pagam", quer as famílias quer as empresas, comércio, restauração.

"É uma fraude, o PS na sua propaganda a enganar as pessoas”, acusou.

O líder parlamentar liberal acusou novamente o primeiro-ministro de “mentir aos portugueses durante estes quatro a cinco meses porque desde abril podia ter baixado o IVA da eletricidade e do gás” para a taxa mínima de 6%, e anunciou que o partido vai voltar a apresentar esta proposta.

“Quando os portugueses mais precisam o PS falha e falha porque é incompetente”, acusou.

O líder parlamentar da IL deu como exemplo uma proposta do seu partido com o objetivo de "agregar os primeiros cinco escalões de IRS numa taxa única", que considerou poder "fazer diferença" e representar "uma poupança efetiva" para os portugueses.

"Mas o PS baixar impostos não acontece porque continuam muito viciados em impostos" , atirou.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados