Ideias vencedoras do OP Açores 2018 representam um investimento de 1,3 milhões de euros

Ideias vencedoras do OP Açores 2018 representam um investimento de 1,3 milhões de euros

 

Susete Rodrigues/AO   Regional   15 de Out de 2018, 18:30

O Governo dos Açores congratulou-se com a adesão e o sucesso das propostas apresentadas poor açorianos à segunda edição do Orçamento Participativo de Portugal (OPP), que vão permitir, conjuntamente com as ideias vencedoras do Orçamento Participativo dos Açores (OP Açores 2018), um investimento de cerca de 1,3 milhões de euros na Região.

Segundo revela nota do Gacs, esta verba, da qual 700 mil euros são suportados pelo OP Açores, destina-se a executar, no prazo de um a dois anos, conforme o período de concretização ou vigência dos projetos, as 32 ideias apresentadas pelos Açorianos, três das quais vencedoras do Orçamento Participativo nacional.



O projeto “Criação do Centro de Informação, Mediação e Arbitragem da Região dos Açores”, proposto por um grupo de 18 cidadãos, dispõe de uma verba de 300 mil euros e vai ser implementado em todos os municípios da Região.



Nas ilhas Terceira, Graciosa e São Jorge, com uma dotação de 100 mil euros, vai ser executada a proposta “Filosofia para Crianças e Adolescentes: um instrumento potenciador de inclusão social”, apresentada por Ana Lúcia Ribeiro.



A terceira proposta  vencedora do OPP 2018, denominada “Do Povo para o Povo - Centro de Interpretação Francisco de Lacerda”, foi apresentada por Filipa Lacerda, António Manuel e Alexandre Coelho, tem um orçamento de 200 mil euros e vai ser executada nas ilhas Terceira, São Jorge, Pico e Faial.



No total, foram 32 os projetos propostos por açorianos que estiveram a votação até 30 de setembro, nas áreas da Justiça, Educação, Desporto e Juventude e Cultura.



As ideias vencedoras do OPP 2018 podem ser consultadas em https://op.azores.gov.pt/propostas/vencedoras e https://opp.gov.pt/winners.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.