Helicópteros realizam buscas, salvamentos, evacuações médicas e transporte de órgãos


 

Lusa/AO online   Nacional   1 de Out de 2008, 09:31

Os dois helicópteros de socorro e assistência da Protecção Civil realizaram desde o início do ano 26 missões de busca e salvamento, 10 de evacuação médica e quatro de transporte de órgãos, revelou hoje à Lusa aquele serviço.
A actividade de socorro e assistência da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) é assegurada por dois helicópteros, em disponibilidade permanente 24 horas por dia, que estão estacionados em Santa Comba Dão e Loulé.

    No âmbito das 26 missões de busca e salvamento, foram resgatados com vida 40 pessoas, 14 das quais ao abrigo do protocolo de cooperação entre a Marinha, a Força Aérea e a ANPC.

    Entre as 26 missões, a ANPC destaca as operações de resgate dos 10 montanhistas que se perderam no Parque Nacional Peneda-Gerês a 04 de Fevereiro, do grupo de 17 escuteiros que se perderam em Oliveira de Frades, Viseu, a 30 de Julho, e dos quatro trabalhadores do Molhe Norte do Porto do Douro, a 18 de Agosto.

    Desde Janeiro que o helicóptero Kamov, estacionado em Santa Comba Dão, e o Bell 2012, em Loulé, realizaram igualmente 133 missões de combate a incêndios florestais.

    Os helicópteros de socorro e assistência têm como principal missão o combate a incêndios florestais, mas estão também vocacionados para missões de primeira intervenção em emergências, evacuação aero-médica, busca e salvamento em meio terrestre e aquático, apoio a operações terrestres, assim como para o transporte especial de órgãos humanos e transporte de equipamento de protecção civil.

    A Protecção Civil efectua há 11 anos este tipo de serviços.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.