Governo suspendeu navegação no rio Mekong após assassinato de 13 marinheiros


 

Lusa/AO Online   Internacional   11 de Out de 2011, 08:29

 As autoridades chinesas ordenaram a suspensão da navegação de barcos de passageiros e de carga no rio Mekong depois do ataque a dois cargueiros do país e que resultaram na morte de 13 marinheiros, informou a agência oficial Xinhua.

A decisão afeta a área chinesa do rio que também atravessa os estados da Birmânia, Laos, Tailândia, Camboja e Vietname e tem um papel determinante na economia do sudeste asiático.

A medida foi tomada depois dos ataques a dois navios de carga chineses - "Hua Ping" e "Yu Xing 8", realizados a 05 de outubro por narcotraficantes no Triângulo Dourado, zona do rio onde convergem as fronteiras da Tailândia, Laos e Birmânia.

O Ministério de Negócios estrangeiros chinês pediu aos países da zona que tomem medidas efetivas para melhorar a proteção dos navios chineses no rio que a China designa por "Lancang".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.