Brasil

Governo quer distribuir telemóveis a 12 milhões de carenciados


 

Lusa/AO Online   Economia   12 de Nov de 2009, 06:56

 O governo brasileiro negociou um acordo com empresas telefónicas para distribuir gratuitamente telemóveis a 12 milhões de famílias que beneficiam de programas sociais do governo, anunciou hoje o ministro brasileiro das Comunicações.

Segundo a proposta do governo, as operadoras de telefones móveis vão fornecer o aparelho e um crédito mensal de sete reais (cerca de 2,5 euros), em troca de uma isenção fiscal significativa por parte do estado, afirmou Hélio Costa, ministro brasileiro das Comunicações.

Embora o projecto ainda precise de ser aprofundado, a operadora Telecom Itália (TIM) já aceitou o desafio, segundo avançou o ministro.

O governo está a negociar com a operadora Vivo, filial brasileira da operadora Portugal Telecom e da espanhola Telefónica, e com a mexicana Claro.

O serviço de telefones móveis conheceu um crescimento grande no Brasil, a ponto de se transformar no principal meio de comunicação do país, com 165 milhões de aparelhos em funcionamento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.