Governo dos Açores propõe criação de ajuda para a apicultura no âmbito do POSEI

Governo dos Açores propõe criação de ajuda para a apicultura no âmbito do POSEI

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   9 de Jul de 2019, 12:11

O secretário regional da Agricultura e Florestas anunciou esta terça-feira, no Pico, que o Governo dos Açores vai propor, no âmbito da revisão do programa POSEI 2020, a integração de uma nova ajuda para os produtores de mel, dada a importância da apicultura para o desenvolvimento sustentável da agricultura na Região.

“Esta medida, que naturalmente, o Governo Regional espera que tenha o acordo por parte das organizações de produtores, justifica-se, desde logo, pela importância da apicultura para o desenvolvimento sustentável da agricultura nos Açores e pelo contributo que as abelhas dão na polonização das árvores de fruto, entre outras, bem como pela importância para o equilíbrio dos ecossistemas e da biodiversidade”, afirmou João Ponte, citado em nota do Executivo.


O secretário que falava no segundo dia da visita estatutária do Governo dos Açores à ilha do Pico e à margem da visita a uma melaria, que extrai de cerca de 400 abelhas uma média anual 8 a 10 toneladas de mel e cujo projeto foi aprovado no âmbito do PRORURAL+, com um investimento superior a 62 mil euros.


João Ponte adiantou ainda que esta ajuda irá contribuir para a dinamização do setor, através da atribuição de um apoio de 24 euros por colmeia, ficando isentos de rateio os produtores que produzam mel classificado com Denominação de Origem Protegida (DOP).


Além de reforçar a visibilidade do mel dos Açores, este apoio específico no âmbito do POSEI contribuirá para aumentar a segurança dos consumidores, já que só serão contemplados apoios para os produtores que cumpram com os requisitos legais relativos às condições de funcionamento dos locais de extração e processamento de mel.


“Estamos certos que este tipo de medida irá estimular e fortalecer o cooperativismo neste setor, visto que a ajuda prevê uma majoração de 20% no caso do mel ser entregue nas organizações de produtores”, salientou o secretário regional.


João Ponte revelou ainda que esta ajuda está inserida no Plano Estratégico para a Apicultura nos Açores, documento que está concluído e que, em breve, será remetido para agendamento em reunião de Conselho de Governo com vista à sua aprovação e posterior implementação nos próximos anos.


Existem atualmente nos Açores 449 apicultores.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.