Filipe Lima desanimado com resultado no Portugal Masters

Filipe Lima desanimado com resultado no Portugal Masters

 

Lusa / AO online   Outras modalidades   18 de Out de 2007, 18:40

O profissional Filipe Lima disse esta quinta-feira que a primeira volta no Portugal Masters em golfe foi boa, mas que o resultado não correspondeu às expectativas para a primeira edição deste torneio do PGA European Tour, que decorre até domingo em Vilamoura.
"A volta não correspondeu ao que esperava. No início, os putts não entravam, depois fiz um erro no buraco 14: um drive para a água", desabafou Filipe Lima, o número um do "ranking" da PGA de Portugal e o único português a actuar por direito próprio no circuito profissional europeu.

Em conferência de imprensa, o jogador português, 25 anos e residente em França, adiantou ainda que o barulho do público também o desconcentrou um pouco, contudo sublinha que a culpa é dele próprio.

"Aí o culpado sou eu, porque já deveria estar habituado", disse, referindo que não havia muita gente a acompanhá-lo, mas que tal costuma acontecer na primeira volta.

Filipe Lima lamentou ainda o muito vento e manifestou a esperança de que a volta de sexta-feira não tenha tanto vento.

"Fiz 12 ou 13 buracos com vento. De manhã não houve vento, por isso os 'scores' de quem jogou de manhã foram melhores. Não foi tão simples como se previa. Oxalá que amanhã (sexta-feira) o tempo esteja como hoje de manhã", disse Filipe Lima.

Considerando que esta primeira edição do Portugal Masters está ao nível dos melhores da Europa a todos os níveis, Filipe Lima afirmou ainda que para passar o "cut" vai ser preciso fazer quatro abaixo.

"Falhei 'shots' que não costumo falhar. Depois do erro do buraco 14, senti que tinha de fazer 'birdie' (concluir o buraco com menos uma pancada que o PAR) no 15, mas não consegui", lamentou Lima, constatando que, no mínimo, tem de fazer "quatro abaixo" para se classificar e jogar no sábado e domingo.

O Portugal Masters está incluído no calendário internacional do PGA European Tour, que é o principal circuito de golfe a nível europeu, apenas suplantado pelo PGA Tour sedeado nos EUA.

Esta prova, que constitui um importante veículo de divulgação e promoção de Portugal, tem um "prize money" de três milhões de euros e conta com o apoio do Turismo de Portugal, estando inserida no Plano de Golfe do Turismo de Portugal para 2007/09.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.