Jornal de campanha

"Faltam perspectivas de futuro para os jovens"


 

Luísa Couto   Regional   16 de Out de 2008, 11:40

Foi nos temas em relação directa com as condições de vida e de  trabalho  dos jovens e das mulheres dos Açores que a coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) se mostrou mais indignada e para os quais fez questão de reclamar e apresentar medidas que diz ser “essenciais e estruturantes”.
Chamada a intervir para falar do problema da desertificação dos Açores, Zuraida Soares insistiu na necessidade de se contrariar o cenário vigente em algumas ilhas e que se pretende com a falta de perspectivas de futuro para os jovens - em termos de trabalho - sobretudo para os mais qualificados. Nesse domínio, a candidata do BE pela ilha de SãoMiguel voltou ainda a carga em matéria de salários baixos e  precariedade laboral, frisando que nos Açores “é já um modo de vida” e que, por isso mesmo, deveria existir “uma Inspecção de Trabalho cada vez mais actuante”.  Na saúde, Zuraida também não baixou armas... Apesar de reconhecer ser difícil o estabelecimento de um contrato com a República para a atracção de médicos, diz que “é perfeitamente exequível”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.