Publicidade

Estudo vai avaliar as marcas e pessoas que têm valor marca


 

Lusa/AO Online   Economia   4 de Nov de 2009, 11:48

Cavaco Silva ou José Sócrates serão marcas mais relevantes para os portugueses do que os famosos pastéis de Belém? Encontrar resposta para esta pergunta é um dos objectivos do estudo sobre o poder das marcas que será lançado hoje.

O BAV (BrandAsset Valuator) é uma ferramenta criada pela agência de publicidade Young & Rubicam que permite avaliar a força de uma marca, o seu estado de saúde e a sua evolução no mercado.

Desde 1996 que este estudo é feito em Portugal, incidindo apenas nas marcas comerciais.

Desta vez a inovação passa pela introdução de figuras públicas ou eventos que, por si só, têm valor de marca.

É o caso do primeiro-ministro, do Presidente da República, ou, por exemplo do evento Rock in Rio.

A apresentação do BAV, que terá resultados em Abril, será realizada hoje no Museu da Ciência da Universidade de Lisboa.

O BrandAsset Valuator, um estudo que se realiza em 51 países, reconhece que as marcas, independentemente da sua categoria, do seu país ou público-alvo, se regem por quatro pilares da construção das marcas: diferenciação, relevância, estima e conhecimento.

Ao invés de outros modelos de pesquisa fundamentalmente baseados no contexto de venda de produtos, o BAV compreende a percepção global do consumidor sobre cada marca medida em mais de 72 dimensões, desde a consideração ao hábito, passando pela imagem, personalidade e performance.

Tratando-se de um estudo quantitativo e transversal a categorias, as conclusões do BAV, segundo o director da Y&R, permitem perspectivar a real força de cada uma no contexto global de mercado.

Nesta quinta edição do BAV é alargada a base das marcas avaliadas, passando de 500 para 700 entre as quais, pela primeira vez, um conjunto de personalidade e eventos, explicou à Lusa Filipe Vasconcelos.

Estas 700 marcas serão analisadas com base em mais de 1500 entrevistas.

João Miguel Maria, director de planeamento estratégico da Y&R adiantou também que esta análise da agência multinacional avalia a percepção global de cada marca como ela naturalmente existe na cabeça do consumidor traduzindo a percepção global e espontânea da imagem de cada marca.

O Brand Asset Valuator é o maior estudo de marcas, quantitativo e empírico, feito a nível mundial, com 16 anos de histórico, 51 países e mais de 800 000 entrevistados.

Em Portugal o BAV foi feito em 1996, 1998, 2000 e 2007.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.