Açoriano Oriental
Estreia absoluta de Rafael Botelho em solo continental

Piloto vai correr, pela primeira vez, fora dos Açores. Oportunidade para somar quilómetros no Skoda Fabia R5

Estreia absoluta de Rafael Botelho em solo continental

Autor: Arthur Melo

Rafael Botelho vai fazer no Rali Terras d’Aboboreira a sua estreia fora dos Açores em provas do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR)ao volante do Skoda Fabia R5.

O cancelamento do Campeonato dos Açores de Ralis constituiu um duro revés para o jovem piloto micaelense num ano em que a equipa apostou numa viatura de última geração.

A única prova disputada ao volante do Skoda Fabia R5 até correu de feição, já que em fevereiro venceu o Play/AutoAçoreana Rali, organizado pelo Grupo Desportivo Comercial.

Contudo, os poucos quilómetros ao volante do carro assistido pela The Racing Factory impediram a natural adaptação necessária a uma viatura deste género, pelo que a participação, este fim de semana, na prova do Clube Automóvel de Amarante será, por um lado, a oportunidade para somar quilómetros no carro checo, mas também a oportunidade de voltar a sentir a adrenalina de correr contra o cronómetro.

Rafael Botelho, que vai ter a sua lado o navegador Rui Raimundo, assume, em nota de imprensa, que vai apresentar-se “sem pressões”, procurando “fazer o meu melhor” num rali em terra que não possui “quaisquer referências”, apesar de já ter assistido “a este rali duas vezes, mas sempre em pisos de asfalto”.

Todavia, este fator desconhecimento deixa o micaelense “mais motivado, porque vou sair totalmente da minha zona de conforto”, contando para o efeito com o “importante” apoio da The Racing Factory.

Para além disso, a prova que vai para estrada sexta e sábado vai permitir a Rafael Botelho “somar quilómetros” e “usufruir ao máximo todo o tempo dentro do Skoda. Andei muito pouco com o carro, conheço pouco o carro pelo que queremos aproveitar esta experiência”, já a pensar na temporada de 2021.

Rafa diz ainda que pretende, nesta “experiência única, viver todos os momentos com a maior intensidade”, ao mesmo tempo que vai tentar “dar o máximo retorno aos meus patrocinadores” que estão a proporcionar a oportunidade de poder fechar o atípico ano de 2020 com a presença nas derradeiras provas do CPR.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.