Espetadores de cinema aumentaram em novembro mas total continua abaixo de 2017, diz ICA

Espetadores de cinema aumentaram em novembro mas total continua abaixo de 2017, diz ICA

 

Lusa/Ao online   Cultura e Social   8 de Dez de 2018, 11:16

As salas portuguesas de cinema registaram 1,32 milhões de espetadores em novembro, traduzindo um aumento de 39% em relação ao mesmo mês do ano passado, mas a subida não compensa a perda global de audiências registada este ano.

Segundo dados estatísticos mensais do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), hoje divulgados, em novembro, a rede de exibição comercial de cinema mobilizou 1,32 milhões de espetadores, quando, no mesmo mês de 2017, somara 962 mil espetadores.

Em termos de receita bruta de bilheteira, o aumento em novembro foi superior a dois milhões de euros, comparando com o mesmo mês do ano passado, subindo 40%, de 5,13 milhões para 7,2 milhões de euros.

Avaliando o panorama da exibição comercial de 2018, o ICA verifica no entanto que, entre janeiro e novembro, houve 13,15 milhões de espetadores em salas de cinema, ou seja, menos 5% do que no mesmo período de 2017 (13,84 milhões).

Em receitas de bilheteira, a quebra é de 2,8%, descendo de 72 milhões de euros para 70 milhões.

Segundo o ICA, até ao final de novembro estrearam-se comercialmente 33 longas-metragens de produção portuguesa.

O filme "Pedro e Inês", de António Ferreira, estreado em 18 de outubro, é o mais visto do ano, até agora, com 45.485 espetadores.

"The Incredibles 2: Os Super-Heróis", de Brad Bird, é o filme mais visto nas salas portuguesas de cinema, até final de novembro, com 605.879 espetadores.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.