Entrega de prémios aos vencedores da 31ª edição da Regata Atlantis Cup

Entrega de prémios aos vencedores da 31ª edição da Regata Atlantis Cup

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   7 de Ago de 2019, 15:14

Foi entregue os prémios ao vencedores da edição deste ano da Regata Atlantis Cup – Regata da Autonomia, na noite de terça-feira, numa unidade hoteleira na cidade da Horta, ilha do Faial.

A 31ª edição da prova começou no passado dia 28 de julho em Vila do Porto, voltando este ano ao seu formato inicial, ligando assim, as ilhas de Santa Maria, São Miguel, Terceira e Faial, onde terminou no dia 3 de agosto, num total de total de 217 milhas náuticas, tendo contado com a participação de 22 embarcações e cerca de 80 velejadores.


Sagraram-se vencedores da Classe Open da 31ª Edição da Atlantis Cup – Regata da Autonomia as seguintes embarcações: Em primeiro lugar, Phileas Fogg III de José Paulo da Costa Caseiro, em segundo lugar, Soraya de Frederico Rodrigues e em terceiro lugar, Ventosga de Leonel Carvalho.


Na classe ORC, o primeiro lugar foi do Hexentric de José Henrique de Sousa Freitas, o segundo lugar foi para Gustave de José Giraldin e o terceiro lugar foi conquistado pela embarcação Celtic Dream de João Reis.


Como disse a presidente da Assembleia Legislativa dos Açores , Ana Luís, durante o jantar da entrega de prémios,a Atlantis Cup assume-se, cada vez mais como um evento que tem “um papel preponderante na promoção do arquipélago e deve, por isso, constituir-se como o melhor veículo para a divulgação do mar dos Açores”.


Ana Luís congratulou todos os participantes e desejou que, no futuro, possamos “afirmar que a Atlantis Cup – Regata da Autonomia é a embaixadora do mar dos Açores” e que, cada vez mais, “esta regata materialize o sentido da Autonomia quando une todos no mesmo barco, contornando obstáculos e avançando nas ondas de feição, com um único objetivo: chegar a bom porto e celebrar mais uma travessia”, disse citada em comunicado.


Por seu turno, a diretora regional do Turismo, Marlene Damião, sublinhou a importância da Regata Atlantis Cup - Regata da Autonomia, que considerou ser “um verdadeiro tributo ao Mar”, com notoriedade a nível internacional, o que contribui “para promover os Açores e para projetar o arquipélago como destino de náutica de recreio”.


Citada em nota do executivo, a diretora regional referiu ainda que “esta regata assume-se como o maior evento de vela de cruzeiro realizado na nossa Região, sendo também um dos grandes momentos de convívio e de confraternização entre os amantes da vela nas ilhas por onde passa”.


Marlene Damião salientou que “o turismo náutico é, sem dúvida, um produto prioritário que dignifica a oferta turística dos Açores, enquanto destino de turismo de natureza, porque se desenvolve de uma forma sustentável e não predadora dos recursos naturais”, acrescentando que “tem sido muito importante o papel e o empenho dos clubes navais na promoção dos desportos náuticos, de recreio ou de competição”.


Na ocasião, a diretora regional destacou o “empenho e dedicação” do Clube Naval da Horta, enquanto entidade organizadora desta prova.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.